Projeto do Hospital do Câncer já está pronto

Entidade deve usar inicialmente estrutura da UPA para tratamento preventivo e farmácia; audiência nesta terça debate cessão de terreno

Hospital do Câncer deve usar inicialmente a estrutura da UPA para tratamento preventivo e farmácia CRÉDITO: Antônio de Picolli

O Hospital do Câncer de Londrina (HCL) já tem o projeto pronto para a utilização do espaço do prédio da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), de Santo Antônio da Platina, que nunca foi usado e será cedido para a abertura de uma unidade avançada da instituição. Inicialmente o local deverá oferecer exames preventivos e medicamentos, mas a estimativa a médio prazo é que exista uma estrutura completa de oncologia no município. Entretanto, ainda não há prazo definido para a inauguração da unidade.

O projeto para a abertura desta unidade avançada do Hospital do Câncer em Santo Antônio da Platina teve início há alguns anos e hoje está próxima de se tornar realidade, porém ainda há uma série de burocracias a serem vencidas.

“Vamos por etapas, fazendo tudo muito bem feito para que as coisas possam dar certo. Ficamos muito felizes de ver que o departamento de engenharia do Hospital do Câncer já tem tudo pronto para a utilização da UPA. Todas as salas já estão definidas e como serão usadas e o andamento do processo está indo muito bem. Claro que faltam alguns passos, como a autorização do Ministério da Saúde para a utilização da UPA, que é um prédio federal, assim como a doação do terreno ao lado da unidade por parte da prefeitura e outras burocracias, mas eu acredito que não vai demorar em termos essa estrutura do Hospital do Câncer em Santo Antônio”, comemora o empresário Guerino Zaneti Filho, mais conhecido como Nego Baterias, um dos idealizadores do projeto e também membro da diretoria do Hospital do Câncer de Londrina.

“Com os exames preventivos e a farmácia funcionando já será um grande avanço, e isso pode acontecer rapidamente. Os preventivos vão ajudar nos casos de pacientes diagnosticados na fase inicial da doença, o que facilita o tratamento e aumenta substancialmente as chances de cura. Já a farmácia irá resolver o problema de muita gente que precisa ir todo mês até Londrina para buscar a medicação”, continua.

Após a instalação da estrutura inicial, o segundo passo seria a construção de uma nova ala no terreno ao lado da UPA, e que abrigaria as demais repartições para o atendimento a pacientes com câncer.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Para que o terreno possa ser doado pela prefeitura, no entanto, haverá uma audiência pública para que dúvidas sobre o projeto e a possível doação sejam esclarecidas. A reunião acontece nesta terça-feira (15) na Casa da Cultura a partir das 18h e toda comunidade está convidada a participar.

Posteriormente o projeto de doação do terreno será encaminhado para a Câmara de Vereadores de Santo Antônio da Platina, onde tudo indica que seja aprovado rapidamente. A área em questão tem mais de seis mil metros quadrados e seria agregada ao espaço da UPA a ser utilizada pelo Hospital do Câncer.