Casos positivos de dengue quase triplicam em uma semana

Secretaria de Saúde confirma 44 pacientes diagnosticados com a doença; problema já é tratado como epidemia

Prefeitura recolheu 18 caminhões de lixo e entulho durante o mutirão no fim de semana - Divulgação

Os casos positivos de dengue em Santo Antônio da Platina quase triplicaram em apenas uma semana. De acordo com o Setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde já são 44 pacientes diagnosticados com a doença e 263 notificações, contra 16 e 104, respectivamente, divulgados na semana passada pela Secretaria de Estado de Saúde do Paraná (Sesa).

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Gislaine Galvão, apesar de tecnicamente o problema ainda ser avaliado como situação de alerta pelo governo estadual, o município já desenvolve ações considerando a possibilidade iminente de uma epidemia de dengue na cidade. “Temos muitos casos que ainda aguardam confirmação do Lacen (Laboratório Central do Estado), além daqueles que não chegam ao conhecimento dos organismos de saúde. Portanto precisamos agir, e rápido, para evitar consequências mais drásticas causadas pela dengue no município”, assinala Gislaine.

No último fim de semana ocorreu um mutirão contra a dengue nos bairros Jardim Santo André, Jardim Bela Vista, Popular Velha, Jardim São Paulo, Murakami, Vila Galvão, Parque Jandira e Sindicato. As secretarias de Obras e Saúde, com a participação maciça de voluntários, recolheu grande volume de lixo e entulho (18 caminhões), principalmente em terrenos baldios e vias públicas, descartados por moradores que estariam desrespeitando o cronograma de recolhimento estabelecido pela prefeitura.

“Vamos reforçar a divulgação do cronograma de recolhimento de lixo, galhos e mato e de entulho à população para evitar situações como esta que presenciamos durante o mutirão no fim de semana. A prefeitura está fazendo a sua parte, porém, a população precisa conscientizar que a dengue é um problema de todos e exige cooperação mutua para evitarmos uma epidemia da doença na cidade. Há também outro problema muito sério causado pelo acumulo de lixo, os acidentes causados por animais peçonhentos como escorpiões, cobras e aranhas”, adverte o secretário de Obras, Everton José Panigada.

Morte por dengue

A secretaria de Saúde de Santo Antônio da Platina aguarda pelo resultado do exame enviado ao Lacen (Laboratório Central do Estado) para confirmar a causa da morte da estudante Sofia Maria Altvater Ramos, 15 anos, na última quarta-feira (12), diagnosticada como suspeita por dengue.

Paciente na UTI

Na última sexta-feira (14), mais uma moradora de Santo Antônio da Platina foi transferida em estado grave para a Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de Jacarezinho, com suspeita de dengue. De acordo com a secretária municipal de Saúde, Gislaine Galvão, trata-se da paciente Joana Darc Oliveira Reis Emero, 59 anos, que teria procurado atendimento particular sendo diagnosticada com suspeita da doença. Ela permanece internada sob cuidados médicos.